19.8.18

Formas fantásticas de cultivar a sua saúde mental


Dia após dia, tarefa após tarefa, acordar e dormir, noites de insônia. Dias de felicidade enorme, que dá vontade de ser uma daquelas pessoas que vivem cada momento, o famigerado Carpe Diem; e dias de tristeza profunda, que dão a impressão de que nunca mais vamos ser felizes da forma que fomos no passado; além daqueles irritantes dias da vida no automático, que nada entrega brilho em nossos olhos. Bem, meus amigos, eu já tive todos esses tipos de dias; e tenho quase certeza que vocês também.
Ataque de Pânico, Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Transtorno de Ansiedade Generalizada, Trantornos Alimentares, Depressão.... É assustador ler esses nomes, não? Mas são extremamente frequentes. Inclusive, tenho muitos conhecidos e pessoas próximas com pelo menos um desses problemas; se bobear, eu mesma tenho um deles, mesmo que não diagnosticado.
Esse é, afinal, o mal da nossa geração. Redes sociais, preconceitos enraizados em nós e em nossos familiares, ou a rotina que nos deixa na corda bamba equilibrando estudar, fazer exercícios, comer, ter um hobbie, manter relacionamentos. Vai ver, simplesmente a evolução do ser humano estava fadada a isso? Não sei, afinal, eu mal posso explicar o que prejudica a minha própria saúde mental, imagina de uma geração inteira.
Então qual o sentido desse post? É simplesmente ajudar quem está numa situação similar, nem que seja um pouco. Afinal, chegar na saúde mental desejada é algo cultivado aos poucos, baby steps, e não um grande acontecimento que vai elevar a sua vida à um eterno nirvana.
A lista de hoje será de pequenos passos que ajudarão você a cultivar sua saúde mental diariamente, baseados na minha experiência de tentar ser mais feliz, além de algumas pesquisas (links no final) e de conversas que tive com pessoas fantásticas. 
Antes de tudo, vale lembrar:
- Qualquer texto/manual de internet não substitui uma ida ao psicólogo! Todos deveriam ir, principalmente quem está com a saúde mental prejudicada e/ou inesistente.
- Talvez nem tudo aqui ajude você, é tentativa e erro, baby.
- Talvez você já saiba disso se está interessado nesse post, mas saúde mental é TÃO importante quanto a física, e ambas se afetam mutuamente. Só pra lembrar. ;)

1. Mantenha cuidados pessoais: seu corpo e sua alimentação afetam diretamente na sua mente. Exercícios físicos ajudam na liberação de endorfinas, além de distraírem nossa mente, e também comer bem nos deixa bem. Caminhadas curtas, aula de yoga do youtube, se lembrar de beber água, comer uma fruta por dia... pequenos passos dados todos os dias nos levam longe.

5.10.17

Desenhos animados que você deveria ver

Assistir filmes e séries é um dos maiores passatempos da nossa geração, principalmente com a popularização do torrent da Netflix. Eu também gosto muito, como a maioria das pessoas, mas normalmente eu prefiro assistir programas mais curtinhos e menos pretensiosos, mais para relaxar a cabeça.
Tudo bem, eu admito que meu maior guilty pleasure é assistir desenhos. Minha televisão 90% do tempo está no Cartoon Network, e até mesmo quando vou para a casa dos outros (e o nível de intimidade permite) eu mudo para um desenho.
Não me leve a mal, gosto muito de assistir um filme cult que me faça perder tempinho tentando interpretar para depois jogar na cara da sociedade o quanto eu sou hipster e alterna (essa última parte não é verdade, e não faça isso, é muito chato). Inclusive um dos meus filmes favoritos de 2016 foi Donnie Darko. Mas na grande maioria do tempo eu só quero ver algo para me distrair e me divertir.
E se você, assim como eu, não liga em ser "adulto" e mesmo assim ver desenhos, e além disso, já nem liga para quando seus pais dizem que você deveria parar de perder tempo com isso e ver jornal; ou quando seus amigos falam para você ver aquela série super cabeça da Netflix (oi Black Mirror que eu nunca me interessei) e deixar seu Irmão do Jorel de lado; seja bem-vindo a este post.
OBS.: Não tenho nada contra jornais e séries cabeça da Netflix, beijos.

 
Os Simpsons
Cliché? COM CERTEZA. A série mais "adultinha", que tem tantos episódios que eu já considero infinita. Eu admito que não entendo 100% das piadas (principalmente dos episódios mais antigos), mas adoro. E ainda posso argumentar que têm várias críticas sociais inclusas. Minha personagem favorita é a Lisa, com certeza. (A série não tem na Netflix, mas tem o filme).

Scooby-Doo Mistério S.A.
Gente, eu não sei como essa série de Scooby Doo não bombou, talvez tenha sido pela abordagem diferente das outras séries. Aqui os episódios são interligados e seguem um enredo, como se fosse uma série mesmo, tem até tramas românticas e alguns dramas, mas tudo no estilo clássico de Scooby Doo. São só duas temporadas, mas eu queria taaaanto que tivessem outras. Mas não se preocupe, não foi cancelada, e sim terminada, então tem início e fim. (Não tem na Netflix, mas vocês acham na internet fácil).

Apenas Um Show
Chegamos num clássico da nova geração do Cartoon. Se você gosta de referências da cultura Pop, ficção científica, burritos e todo tipo de viagem que a cabeça humana pode inventar, este é O DESENHO. Foi o meu desenho favorito por muito tempo, e só perdeu para o próximo da lista. A série foi finalizada com 8 temporadas, dentre as quais vi as 5 primeiras e o início da sexta - estou adiando por que não quero terminar. (Tem a 5 e a 6 no Netflix, e passa toda hora no cartoon, principalmente de noite).

O Incrível Mundo de Gumball
Sim, meu favorito. Gente, que desenho maravilhoso!! Primeiro que a técnica de animação é uma característica única do desenho, é misturado animação feita à mão, CGI, imagens reais, etc. (inclusive a Susie é a gravação do queixo da atriz). Segundo que as piadas são hilárias, os personagens são muito cativantes e os enredos são bastante inteligentes. Já vi todos os episódios lançados no Brasil (não vejo legendado na internet por que eu realmente gosto da dublagem brasileira); a série tem 5 temporadas, sendo que a quinta está sendo lançada agora no cartoon brasileiro - toda segunda, às oito horas. (No Netflix tem a segunda, terceira e quarta).

Gravity Falls
Para finalizar com chave de ouro, uma série da Disney!! Essa eu comecei a ver e achei tão fantástica que convenci meu namorado a ver também, e é claro que ele gostou. Se você der uma chance para a série, não vai se arrepender. 1) Personagens muito bem feitos e carismáticos; 2) Enredo simplesmente foda, temáticas meio illuminatti com direito a códigos diferentes em cada fim de episódio para decifrar; 3) Piadas simples, porém muito boas. São apenas 2 temporadas, do tipo que acaba e você chora querendo mais. (Tem as duas no Netflix, mas a segunda não está completa.).

Bônus: Rick e Morty
É um desenho que tenho interesse! Um amigo recomendou bastante e achei bem legal. Sinopse:
Rick Sanchez é um cientista que foi morar com a família de sua filha (Beth), uma cirurgiã cardíaca de equinos. Ele divide seu tempo entre desenvolver projetos altamente tecnológicos em seu laboratório (garagem da casa de Beth) e levar seu neto de 14 anos Morty em aventuras perigosas e surreais pelo Multiverso.


E por hoje é isso! Vocês deveriam dar uma chance para essas séries. E eu vou assistir Rick e Morty e digo se gostei no futuro. Até o próximo post.

28.9.17

Posts que gostei de escrever

Foto aleatória do meu Instagram
Vocês acharam que eu não ia rebolar minha bunda postar hoje??
Pois bem, eu não tinha abandonado o blog não, galera (mentira, eu tinha); peço perdão e vou tentar não fazer de novo (provavelmente vou, considerando que, em meio de um lapso de loucura, me matriculei em nove disciplinas na universidade este semestre e só vou viver para estudar).
Hoje falarei de alguns posts especiais do blog, que me deixaram satisfeita e feliz por ter escrito! Faço isso justamente para me lembrar do quanto eu gosto desse hobbie e também para dar uma divulgada nestes posts que considero tão bons! Vai lá dar uma visualizada, meu bem.

11.2.17

Estrelas Além do Tempo | Filme

O que dizer sobre esse ano em que ainda não saí dos cinemas decepcionada? Moana, La La Land e agora Estrelas Além do Tempo. Esse filme é do tipo que você sai do cinema indicando para todo mundo, e claro que eu vim aqui falar sobre né. :D
Sinopse:
1961. Em plena Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial ao mesmo tempo em que a sociedade norte-americana lida com uma profunda cisão racial, entre brancos e negros. Tal situação é refletida também na NASA, onde um grupo de funcionárias negras é obrigada a trabalhar a parte. É lá que estão Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas que, além de provar sua competência dia após dia, precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA.
Trailer:

Estrelas Além do Tempo é um drama histórico que vai fazer você sentir revolta pelo o que as pessoas passaram, orgulho das protagonistas, interesse por todo fundamento científico por trás da corrida espacial e tudo isso num clima bem leve.
O filme mostra como uma sociedade era avançada o bastante para criar foguetes mas tão retrógrada que separava banheiros pela cor de pele, e é aí que as protagonistas lutam para evoluir na NASA, onde há um grande preconceito e machismo.
Por mais que seja um tema bem sério, o filme mostra tudo de modo leve e com bom humor na maioria das cenas; isso pode não agradar algumas pessoas, mas eu achei uma abordagem genial - até os não tão fãs de dramas vão se interessar pelo enredo.
E tem um a mais, que deixa o conteúdo do filme bem interessante: a matemática, a física e a engenharia são abordadas de forma bem explícita. Há um grande equilíbrio entre as cenas do drama das personagens e dos dilemas matemáticos que a NASA passava. Não só o pessoal "de exatas" vai se inspirar em todos o conhecimento dos personagens, pois o filme se esforça para explicar tudo que está acontecendo à todos.
Tudo é passado com cenas bem vintages, desde as vestimentas às cores, tipos de carro e música. Afinal, é um filme histórico. Mas, acima de tudo, achei as atuações sensacionais, principalmente a da maravilhosa Janelle Monáe.
Só não dei um 10 para o filme pois achei que não foi tão realista (considerando que é baseado em fatos reais). Aquele costumeiro patriotismo americano exagerado dos filmes americanos está presente também, e, por mais que isso fizesse parte da Guerra Fria, me incomodou em alguns momentos.

E por mais que não seja um filme perfeito, se tornou um dos meus favoritos da vida, é um filme maravilhoso do empoderamento feminino e negro. Assim que sair dos cinemas nos torrents da vida, vou rever! Realmente recomento à todos.